Vectoeletronistagmografia, ou VENG

A  Vectoeletronistagmografia, ou VENG, é um exame voltado para confirmar ou excluir o comprometimento vestibular (equilíbrio) do corpo.

É um exame indicado para pessoas que apresentam qualquer tipo de tontura ou desequilíbrio, quedas, zumbido ou perda auditiva sensorioneural, síndrome do pânico, síndrome de tronco encefálico e cerebelo, cinetoses ou cefaleia.

Fundamental na rotina de avaliação otoneurológica, o VENG analisa, de forma minuciosa, os sistemas envolvidos na manutenção do equilíbrio corporal, auxiliando na identificação de possíveis alterações do sistema vestibular, incluindo doenças do labirinto, popularmente conhecidas como “labirintites”.

Com o exame é possível saber qual o lado lesado (direito, esquerdo ou ambos), se o distúrbio é periférico (labirinto e nervos vestibulares), central (núcleos, vias e interrelações com outras estruturas do sistema nervoso central) ou misto.

Possibilita também verificar o tipo da lesão vestibular e sua causa. Além de estabelecer o prognóstico, ainda monitora a evolução do paciente tratado e da doença; modifica se necessário, a orientação terapêutica, com base no acompanhamento dos sinais e objetivos do exame, e auxilia na decisão de quando o tratamento deve ser encerrado.

O exame é indolor e realizado através do registro dos movimentos oculares por eletrodos colocados ao redor dos olhos. Consiste, basicamente, em estímulos visuais e na estimulação calórica, com ar ou água, em temperaturas diferentes, na orelha do paciente, onde o único desconforto é a presença de tontura, que pode variar de intensidade leve a moderada ou intensa. O paciente pode apresentar reações adversas como tonturas discretas e/ou náuseas que cessam após o término do exame. A duração do exame é de aproximadamente 45 minutos.

O paciente deverá evitar o consumo de bebidas alcoólicas e uso de medicamentos não essenciais, tais como tranquilizantes, narcóticos, anti-histamínicos, anti-vertiginosos, antialérgicos, entre outros, nas 48 horas antes da realização do exame. Evitar fadiga excessiva na véspera e no dia do exame. Não beber chá, chocolate ou café e não fumar no dia do teste. Crianças e pacientes com problemas clínicos importantes, principalmente idosos, devem ser acompanhados por um familiar ou responsável. Não se pode comer nem beber nas três últimas horas antes do exame.

Caso o paciente use lentes de contato, deverá retirá-las no momento do exame.

Especialidades

Conheça nossas especialidades

Ronco

O tratamento do ronco envolve a adoção de medidas clínicas como suspender o uso de álcool e de algumas medicações relaxantes.

Insônia

De modo geral, a prescrição de medicamentos que ajudam a dormir e não provocam dependência química.

Bruxismo

Existem vários tratamentos em estudo, mas, por enquanto, o mais recomendado é uma placa, confeccionado com resina acrílica, chamada placa miorrelaxante.

Movimentos Periódicos

O tratamento é medicamentoso. Ao suspeitar do problema, o paciente deve procurar um especialista em Medicina do Sono.

Apneia

Existem várias técnicas que são aplicadas nos tratamentos das apneias, variando conforme o caso: Higiene do sono e emagrecimento, aparelhos de pressão positiva, entre outros.

Síndromes do Sono

O tratamento envolve medidas como prática de exercícios físicos aeróbios, tratamento de possíveis deficiências de ferro ou vitamínicas.

Agende já uma consulta

Você sofre com algum Distúrbio do Sono?

Conquistar um sono de qualidade transformou a minha vida. Depois de me tratar na Clínica Sleep a minha vida nunca mais foi a mesma.

Matheus Durães
Paciente - Clínica Sleep